PROIFES participa do I Fórum dos Funcionários do IFPA campus Abaetetuba

O PROIFES-Federação participou nesta quarta-feira, 28, da primeira edição do Fórum dos Funcionários do Instituto Federal do Pará (IFPA) campus Abaetetuba, que teve por temas a Reforma da Previdência, Aposentadoria, Carreira Docente e seus Desafios.

Promovido pelo SINDPROIFES-PA, sindicato federado ao PROIFES, o Fórum reuniu mais da metade dos docentes e técnicos administrativos lotados no campus Abaetetuba, e debateu as implicações da Reforma da Previdência e aposentadoria na carreira do Ensino Básico, Técnico e Tecnológico (EBTT), os desafios para esta carreira face às medidas do governo Temer que impactam a política das Instituições Federais de Ensino (IFEs), e a abertura de espaços para a democratização do Ensino, Pesquisa e Extensão nas IFEs.

O PROIFES foi representado por sua vice-presidenta, Luciene Fernandes (APUB-Sindicato), por sua diretora de Comunicação Gilka Pimentel (ADURN-Sindicato) e por sua 2ª Secretária, Maria do Socorro Coelho (Sindproifes-PA); o evento foi realizado pelo Centro de Tecnologias em Ciências Humanas e Sociais (CETHECS) do IFPA.

Segundo Socorro, o Fórum “é o resultado dessa organização de professores deste Instituto, fórum que surge resistindo a todo esse ataque ao Estado brasileiro. Estamos vendo um quadro docente jovem já afetado pela reforma de 2013. Uma de nossas propostas é a realização de um encontro com os professores que começaram após 2013, para esclarecer como fica a situação destes e destas docentes.”

O SINDPROIFES-PA e o PROIFES-Federação, segundo Socorro, esteve em mobilização constante em sindicatos em todas as regiões do país, e no Congresso Federal, em Brasília, para pressionar e barrar a reforma da previdência. “A ferramenta de nossa luta é o sindicato, e precisamos de solidariedade da classe, da categoria, para fortalecer nossa ferramenta de luta. E, neste sentido, tenho orgulho de dizer que o PROIFES-Federação esteve no corpo a corpo direto com parlamentares em Brasília. Este movimento feito nos gabinetes deles contribuiu muito para este recuo, que pode ser momentâneo, mas foi uma vitória quando esta Reforma não foi a votação”, afirmou Socorro

“Não é justo a professora e professor da educação básica ter seu tempo de contribuição aumentado e idade para aposentar aumentados. Quem propõe isso nunca esteve em uma sala de aula da educação básica. Por isso continuamos e continuaremos na luta pela valorização dos professores e professoras, e de todos aqueles e aquelas que trabalham e lutam por uma educação de qualidade do Brasil”, concluiu a dirigente do SINDPROIFES-PA e do PROIFES-Federação.

PROIFES 2

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on email
Email
Share on whatsapp
WhatsApp
Close Menu