Mentira: Universidades públicas são aparelhadas

Mentira: Universidades públicas são aparelhadas

Setores das elites que desejam acabar com a liberdade de expressão e com o pensamento crítico no Brasil costumam atacar as universidades públicas, dizendo que elas seriam “aparelhadas por comunistas”. Isso é uma grande balela. 🤥

Segundo levantamento feito pelo portal conservador Spontniks, três em cada quatro reitores de universidades federais não têm nenhuma relação com política partidária. Isso significa que 75% não têm qualquer filiação partidária.

🤷 Fora que isso não quer dizer que os outros 25% tenham necessariamente filiação com partidos “de esquerda”.

🤝 A questão fundamental é que reitores são escolhidos pela comunidade acadêmica em processos democráticos e participativos, e suas decisões, em geral, são tomadas em forma conjunta, ou dialogada, com órgãos colegiados que têm representatividade de estudantes, professores e funcionários.

O respeito a esses processos participativos criou uma tradição democrática nas universidades públicas. ✊

Lembrando que as formas de ingresso nas universidades públicas – vestibular (para estudantes) como os concursos públicos (para técnicos e professores) – não levam em consideração filiação partidária, escolhas políticas ou qualquer tipo de interesse motivado por questões ideológicas.

😑 Ironicamente, os que acusam um “aparelhamento ideológico” (inexistente) são os que desejam justamente um aparelhamento: desde que assumiu a Presidência, Jair Bolsonaro já desrespeitou a democracia interna de 20 instituições federais ao nomear “reitores interventores” para comandá-las sem respaldo de suas comunidades.  

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on email
Email
Share on whatsapp
WhatsApp