Reunião entre MPOG e servidores públicos federais

O Secretário Sérgio Mendonça iniciou a discussão reiterando que a prioridade é a correção de distorções do serviço público e que nos últimos anos vem se dedicando na superação dessas disparidades. Ao mesmo tempo em que reconheceu que o tempo exíguo entre a entrega da proposta e a análise individualizada dos pedidos não permitiu apurar essas distorções, mas assegurou que não é possível atender a solicitação de reajuste linear de 22,08% que havia sido solicitado pelo conjunto das 28 entidades, pois, pela ótica do governo não é possível identificar qualquer perda salarial que chegue a tal montante e que para o conjunto dos servidores federais esta defasagem não existiu. Além disso, que o impacto desse reajuste equivale a 0,5% do PIB, numa folha que consome 4,5% do PIB. Pelo que compreendeu da proposta apresentada, no número está embutido uma parte de inflação e um percentual do crescimento do PIB no período. Afirmou que o governo pretende continuar as conversas e negociações nas mesas específicas na busca do entendimento. Fonte: Proifes Federação. Por Mécia Menescal. Confira o relato completo da reunião.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on email
Email
Share on whatsapp
WhatsApp
Close Menu