Reitoria da UFBA cobra segurança da PM

Após a denúncia de assédio sexual sofrida por uma professora e uma aluna do curso de Bacharelado em Gênero e Diversidade da Universidade Federal da Bahia, por parte das vítimas e da Apub, no dia 16 de março, a Reitora Dora Leal Rosa solicitou reunião com o comando geral da Polícia Militar para cobrar mais segurança. O fato ocorreu no dia 13 de maio, e diante da repercussão e da conscientização do risco constante das imediações da universidade, algumas mudanças foram feitas. De acordo com UFBA, o portão do campus Ondina, que antes fechava às 22h, agora fica aberto até que não tenha mais ninguém no ponto de ônibus aguardando transporte, assim como uma viatura de vigilância da UFBA, que passou a circular pelas imediações do campus até que todos os alunos, docentes e funcionários se dispersem.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on email
Email
Share on whatsapp
WhatsApp
Close Menu