Reforma Administrativa fechará as portas da universidade pública para quem mais precisa

Reforma Administrativa fechará as portas da universidade pública para quem mais precisa

🤝 Institutos e universidades federais são mais inclusivos e contribuem mais para a redução das desigualdades sociais que as universidades privadas – especialmente a partir dos anos 2000, com as políticas de ação afirmativa.

Dados da Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior (Andifes) apontam que⤵

➡ 70,2% dos graduandos e graduandas são de famílias com renda de até 1,5 salário-mínimo por pessoa

➡ 64,7% fizeram o ensino médio em escola pública (completo ou a maior parte)

➡ 51,2% são negros

Mas, com a Reforma Administrativa (PEC 32/2020), esses avanços poderão acabar.

😓 Ela determina que a prioridade na prestação de serviços públicos será da iniciativa privada, e cortará os investimentos nos institutos e nas universidades públicas (que lideram todos os rankings de qualidade e produzem 99% da ciência no Brasil).

Assim, estudantes não terão mais acesso ao ensino superior gratuito e de qualidade. E ainda correrão o risco de ter que pagar para estudar em instituições privadas, o que dificultará o acesso para as camadas mais fragilizadas do nosso país.

🙅 Antes que a PEC 32/2020 destrua o futuro dos brasileiros e brasileiras, é preciso barrá-la.

#ReformaAdministrativaNão #GovernoContraoPovo #GovernoMente #DefendaoServiçoPúblico #PEC32Não #ServiçosPúblicos

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on email
Email
Share on whatsapp
WhatsApp
Close Menu