Proifes continua a contestar irregularidade de registro sindical da Andes

O Superior Tribunal de Justiça negou, por cinco votos a um, o Mandado de Segurança impetrado pelo Proifes contra o ato do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) que restabeleceu, em junho de 2009, o registro sindical do Andes-SN. No entanto, se faz necessário ressaltar que esta ação não tinha como finalidade discutir representação sindical, mas tão somente o ato isolado do então ministro do Trabalho e Emprego Carlos Lupi, que restabeleceu parcialmente o registro sindical da Andes. O polêmico julgamento, cercado de acalorada discussão, foi acompanhado pelo assessor jurídico do Proifes Sindicato, Túlio Tayano Afonso. A assessoria jurídica da entidade já está trabalhando em recurso próprio, que será interposto junto ao Supremo Tribunal Federal (STF).

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on email
Email
Share on whatsapp
WhatsApp
Close Menu