Nota de apoio à greve dos/as petroleiros/as

A Apub Sindicato manifesta seu total apoio à greve dos petroleiros, deflagrada no dia 30 de junho em todo país, contra a redução arbitrária do efetivo mínimo, que diminui o número considerado seguro de trabalhadores nas refinarias da Petrobras. A política adotada pela atual gestão da estatal constitui em cortes de postos de trabalho, que impactam na manutenção e geração de empregos e também na segurança da atividade da empresa, potencializando os riscos de acidentes industriais.

A categoria pretende ainda com a greve denunciar e enfrentar o desmonte e privatização do Sistema Petrobras, pauta que tem a defesa irrestrita da Apub e de todos que defendem a Educação Pública e a soberania nacional. A entrega do petróleo e do pré-sal para empresas e capital estrangeiros é uma derrota para a sociedade brasileira, que lutou para edificar uma empresa nacional com o porte da Petrobras e garantir que grande parte dos recursos obtidos a partir da exploração dos minérios sejam revertidos em garantia de direitos básicos. Em 2013, a presidente Dilma Rousseff assinou a lei que determina que 75% dos royalties do petróleo e 50% do chamado Fundo Social do Pré-Sal sejam destinados à educação. A privatização impede que esses recursos fiquem no país e faz parte do projeto deste governo ilegítimo de ataque às nossas conquistas e direitos sociais.

Portanto, desejamos força aos petroleiros e petroleiras para resistir ao desrespeito desta gestão ao direito de greve da categoria, e reforçamos que esta luta também é nossa e de todos/as trabalhadores e trabalhadoras que querem ver seus direitos garantidos e um país mais justo e igualitário.

03 de julho de 2017
Apub Sindicato
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on email
Email
Share on whatsapp
WhatsApp
Close Menu