NOTA DA DIRETORIA DA APUB

A Diretoria da Apub Sindicato, cuja representação se fez presente à reunião, no dia  25/07/2012,  do comando local de greve, instituído pela Assembleia Geral da Apub Sindicato, de 29/05/2012, discorda da interpretação deste comando segundo a qual o “Livro Único”, cuja proposta foi colocada, embora não votada,  na Assembleia Geral de 18/07/2012,  seja outro que não o “Livro da Apub Sindicato”.  Concordamos que o livro deve ser único, mas,  em nome dos associados e da longa tradição de luta da entidade, insistimos que esse seja o livro tradicional de registros de assembleias gerais da APUB, estejamos, ou não, em greve.   Portanto, vamos mantê-lo nas assembleias.

Por outro lado, o fato de o comando local ter afirmado, em nota recente, que se vincula explicitamente ao comando nacional da Andes, afasta-nos da compreensão de que a greve nacional dos docentes envolve tanto o Proifes Federação, entidade à qual a Apub Sindicato é filiada, por decisão majoritária dos seus associados, quanto a outra entidade nacional.

A Diretoria da Apub defende, pois, que, a despeito das divergências internas do movimento docente, nos sintonizemos em torno da compreensão de que a nossa única referência são os interesses da categoria docente (professores ativos e inativos), e da universidade pública. Discorda, portanto, da estreiteza com que o comando local vem pautando sua atuação mais recente e solicita que volte a atuar de acordo com o princípio definido na Assembléia Geral da APUB de 26/6/2012, quando foi reconhecida a greve a partir do dia 29/5/2012. Lembramos que a retirada de nossos representantes, para as instâncias nacionais de mobilização, em Brasília, foi para que trabalhassem no sentido da busca de unidade das nossas pautas nacionais de reivindicação.

Diretoria da APUB

Salvador, 25 de julho de 2012.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on email
Email
Share on whatsapp
WhatsApp
Close Menu