Nota da Apub em solidariedade aos/as docentes municipais de Salvador

A Apub Sindicato manifesta sua solidariedade os professores e professoras do município de Salvador que, no exercício do direito à manifestação, foram reprimidos/as com gás lacrimogênio, spray de pimenta e ameaçados/as com armas de fogo pela Guarda Municipal na manhã de hoje (07).

A categoria está em greve há 28 dias realizava ato em frente ao prédio da Secretaria de Educação do município de Salvador (Smed). Os/as docentes reivindicam 6,8% de reajuste salarial e a realização de eleições para diretores/as e vice-diretores/as das escolas, pendente desde o ano passado. A proposta da prefeitura é 2,5% de reajuste que, segundo a APLB (Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Estado da Bahia), não contemplaria os/as docentes contratados/as através do REDA – Regime Especial de Direito Administrativo. Ainda, a gestão municipal tem praticado o corte de ponto.

A Apub reafirma seu absoluto repúdio a qualquer forma de violência institucional, seu respeito à greve como instrumento legítimo de luta e sua defesa da educação pública de qualidade, que passa, necessariamente, pela valorização da categoria docente.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on email
Email
Share on whatsapp
WhatsApp
Close Menu