Não há perda econômica ou escolar que valha a vida de quem amamos

Quanto vale uma vida?

Quanto vale a vida das pessoas que você ama?

Para nós, da Frente Baiana Pela Educação, não há dinheiro no mundo que possa compensar a perda de uma vida. Sobretudo a de um filho ou de uma filha.

E é por isso que rechaçamos veementemente o apoio de entidades representativas dos empresários do comércio do estado ao retorno das aulas presenciais na rede municipal de ensino público de Salvador.

O documento expressa um perigoso negacionismo ao inferir que 100% dos professores estão vacinados (sendo que apenas a 1ª dose foi administrada e são necessárias 2 doses para imunização efetiva) e que isso seria suficiente para a retomada imediata das atividades presenciais com segurança.

Aparentemente, esquecem que o ensino presencial exige uma multidão de trabalhadores que vai muito além dos professores, e que mesmo pessoas imunizadas podem carregar o vírus e transmiti-lo.

Talvez os representantes do poder econômico desconheçam a realidade das escolas públicas e não saibam que a imensa maioria não terá meios de garantir condições mínimas de distanciamento, ou insumos e pessoal para manter uma constante higienização de todos os espaços.

Talvez, por viverem uma realidade diferente, esquecem que aumentar a circulação de pessoas em transportes públicos lotados irá expandir a circulação da Covid-19 e, consequentemente, aumentar os riscos de contágio de toda a população.

Comemorar o incremento à economia que o retorno às aulas presenciais proporcionará, nessas condições e em meio ao agravamento da crise epidemiológica, é precificar a vida das pessoas.

Para que as aulas presenciais retornem com segurança em Salvador e em todo o estado, não basta vacinar somente os professores. É preciso imunizar toda a população.

A pandemia do novo Coronavírus não prejudicou apenas o comércio. Ela é uma tragédia humanitária em todo o planeta, sobretudo no Brasil.

Na educação, tem exigido esforços imensos de professores, cuja dedicação tem assegurado as condições pedagógicas para estudantes completarem seus anos letivos.

Até que a pandemia esteja controlada e o retorno às aulas presenciais seja absolutamente seguro, o ensino remoto deve continuar porque, acima de tudo, está protegendo vidas!

Não há perda escolar, acadêmica ou econômica que justifique colocar a população em risco.

Essencial é a vacinação de todos.

Essencial é a vida!

Frente Baiana Pela Educação

Maio de 2021

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on email
Email
Share on whatsapp
WhatsApp
Close Menu