Greve dos professores estaduais completa um mês

Em assembleia nesta quinta-feira (10), os professores da rede estadual de ensino decidiram pela continuidade da greve, que completa um mês, mesmo tendo os dias descontados, já que a Justiça a considerou ilegal. O pagamento dos grevistas foi suspenso pela Secretaria da Educação da Bahia, com base na decisão do desembargador do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA), Gesivaldo Britto. Ontem, os docentes fizeram manifestação no Centro de Salvador, em protesto contra postura do governo. Amanhã (11), dirigentes da APLB e da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE) se reúnem com representantes do Ministério da Educação, em Brasília, para discutir a greve.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on email
Email
Share on whatsapp
WhatsApp
Close Menu