Em congressos de centrais sindicais, PROIFES reforça defesa dos servidores e servidoras federais

As duas maiores centrais sindicais do Brasil, a Central Única dos Trabalhadores (CUT), e a Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB) realizaram seus congressos nacionais nos últimos dias, e o PROIFES-Federação, representado por sua secretária-geral, e presidenta da APUB-Sindicato, Luciene Fernandes (APUB-Sindicato) marcou presença em ambos os eventos, defendendo uma maior atuação das centrais na defesa dos servidores e servidoras públicos, categoria que sofre forte ataque pelas políticas restritivas do governo Temer

No 4º Congresso Nacional da CTB, realizado em Salvador (BA), Luciene participou da abertura, no dia 24 de agosto, e no Congresso da CUT, iniciado na segunda-feira, 28, a presidenta da APUB companhou as discussões da Comissão de Educação.

ctb

Em ambos os eventos, Luciene apresentou texto do PROIFES “Conclamação pela unidade em defesa do Serviço Público”, no qual a entidade defende uma “urgente articulação das entidades sindicais, dos movimentos sociais, demais organizações políticas e também parlamentares em torno de uma luta conjunta para impedir mais retrocessos”, em especial o combate às medidas do governo Temer “com o objetivo de destruir o serviço público a partir da desestruturação das carreiras e desvalorização dos trabalhadores e trabalhadoras do Estado”.

O texto do PROIFES também pede a rejeição do projeto de desmonte da Previdência; revogação da Emenda Complementar 95, que congela gastos sociais por vinte anos; mais investimentos em Ciência, Tecnologia e Inovação; rejeição da reforma Trabalhista e da terceirização irrestrita; contra as reformas da Educação, e o reestabelecimento da democracia, com a realização de eleições diretas.

Segundo Luciente, a participação do PROIFES-Federação nos congressos nacionais das duas maiores centrais sindicais do país tem o objetivo de reforçar a luta dos servidores federais, em especial dos professores e professar das Instituições Federais de Ensino Superior, para “somar à luta das centrais e de todos os servidores e servidoras federais, e ampliar o diálogo, em um momento em que toda a categoria é ameaçada e atacada pelo governo Temer. As professoras e professores do país, de todos os níveis de ensino, em especial das IFES, não aceitarão estes ataques, e vão lutar com os demais brasileiros pelo fim dos retrocessos”.

Leia aqui o documento apresentado pelo PROIFES-Federação às centrais.

WhatsApp Image 2017-09-01 at 7.21.37 PM

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on email
Email
Share on whatsapp
WhatsApp
Close Menu