Cortes e negligências do governo ampliaram insegurança entre pesquisadores

Cortes e negligências do governo ampliaram insegurança entre pesquisadores

🧬 Uma pesquisa da Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto da USP escutou 47 mil pós-graduandos e concluiu que os cortes de bolsas de pesquisa, as condições das universidades e as mudanças repentinas nos métodos e rotinas interferiram diretamente na produção científica.

😞 A ciência brasileira foi profundamente afetada pelos cortes do governo e seu orçamento foi o menor do século.

💣 Segundo os pesquisadores, a condução desastrosa do presidente Jair Bolsonaro na pandemia de Covid-19 também agravou a situação.

🎯 Além de sofrerem com a gestão criminosa da saúde pública pelo presidente Jair Bolsonaro, como todos brasileiros, os pesquisadores encaram ainda o desmonte da ciência e da educação promovido pelo Governo Federal, o que torna a produção de conhecimento e tecnologia cada vez mais difícil em nosso país.

Apesar de enfrentar cortes de bolsas e de recursos, perseguições e condições cada vez mais precárias, pesquisadores brasileiros continuam mantendo o Brasil entre os países que mais produzem artigos científicos (13º lugar em 2021), sendo que entre 95% e 99% vêm de universidades públicas.

Já a inciativa privada no Brasil investe geralmente em produtos considerados lucrativos, mas no geral o investimento é muito reduzido, ficando dependente da tecnologia produzida pelas instituições públicas ou por outros países.

⚠ Os ataques ao desenvolvimento e ao futuro do Brasil precisam parar!

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on email
Email
Share on whatsapp
WhatsApp