Comunicado Apub: vacinação de docentes federais

Em vista da constante procura por informações sobre a disponibilização de vacinas para os docentes federais, a Apub informa que não há data de vacinação definida para este grupo, uma vez que depende da quantidade de vacinas distribuídas pelo Ministério da Saúde, o que tem sido feito, como se sabe, de forma muito lenta. Há, no entanto, docentes que já estão (ou deverão ser) vacinados por estarem atuando na linha de frente do combate à pandemia, como nos Hospitais Universitários, assim como aqueles contemplados pela idade. Em Salvador, foi anunciada hoje (27) a vacinação a partir de 60 anos.

Nesse contexto, cabe ressaltar que essa questão foi um dos pontos de discussão da reunião ampliada da diretoria com docentes, realizada ontem (26), motivada pelo Projeto de Lei 5529/20, aprovado pela Câmara Federal no dia 20, para incluir a educação como serviço essencial. Caso o projeto vire lei, fica proibida a suspensão das aulas presenciais durante pandemia, em situação de emergência e calamidade pública. Considerando a gestão da crise sanitária pelo governo federal, sabe-se que a tentativa para retorno ao ensino presencial em todos os níveis, incluindo a educação superior, não responde ao interesse social e sim às pressões mercadológicas e também ao projeto de manter a pandemia em descontrole no país.

A educação é um direito essencial sim, que caminha lado a lado com o direito à saúde e o respeito à vida. A vacinação de trabalhadoras/es da educação não é suficiente para o retorno das atividades presenciais, porque não garante o controle da proliferação do vírus e suas variantes e expõe milhares de pessoas à doença. Por isso, para a Apub, neste momento é dever do Estado brasileiro acelerar a imunização da população e, paralelamente, promover o acesso digital aos estudantes para acompanhamento do ensino remoto.

Ainda, é preciso reafirmar que as professoras e professores têm, ao longo da pandemia, trabalhado para garantir o direito à educação através do ensino remoto, apesar das dificuldades metodológicas e da precarização das condições de trabalho.

Em tempo, convocamos as professoras e professoras para participar da Assembleia Geral da Apub no 29 de abril (quinta-feira), às 14h, que discutirá essas e outras questões emergenciais para a categoria.

Pauta da Assembleia:

– Obrigatoriedade do retorno às aulas presenciais durante a pandemia (PL5595/20);

– Universidade sob risco de parar (cortes no orçamento 2021)

– Docentes sob ataque direto (PEC 32, Decreto 10.620/21 e MP1042/21)

Para participar, clique aqui e preencha o formulário de inscrição.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on email
Email
Share on whatsapp
WhatsApp
Close Menu