Assembleia autoriza aquisição de nova sede

A Assembleia Geral Extraordinária da APUB Sindicato realizada ontem, 13/02/2014, no auditório Magno Valente, da Escola Politécnica/UFBA, aprovou a proposta de aquisição de nova sede para a entidade. Na abertura, a professora Cláudia Miranda, presidente da APUB Sindicato, relembrou os motivos pelos quais defendia a aprovação da proposta. Primeiro, pelas  inadequações da sede atual para atender as demandas dos filiados, da diretoria e do próprio corpo funcional da entidade. Segundo, por se tratar de uso através de regime de comodato, pela dificuldade de promover reformas e ampliações no imóvel. Terceiro, pelo fato de a Reitoria da UFBA requerer  a devolução da casa, alegando que a mesma está prevista no Plano Diretor da Universidade, o qual envolverá a expansão do Complexo Hupes.

Vários professores se posicionaram favoravelmente à proposta, reconhecendo este momento como adequado para a decisão. Para o professore Leolpoldo Carvalho, “a compra de uma nova sede da APUB já passou da hora”. Segundo ele, “os filiados merecem uma sede moderna, ampla e bem equipada”. Professor Joviniano Neto, diretor do Sindicato, embora admita seus laços afetivos e históricos com o local, concordou que a “sua mudança tornou-se inevitável”. Ele defendeu a criação de um memorial para salvaguardar a história da entidade na Padre Feijó, o que foi acatado por todos.

Após a votação que autorizou a aquisição da nova sede, a diretoria propôs a definição de critérios e formação de uma comissão de apoio à diretoria, eleita na assembleia, para efetivar a compra. Neste momento ela apresentou os valores atuais disponíveis pela entidade, em aplicação bancária.

Preliminarmente,  a professora Cláudia Miranda informou  que a diretoria vem tomando os cuidados necessários para a lisura do processo, dentre eles, a convocação do Conselho Fiscal do Sindicato para acompanhar e dar os pareceres necessários. Professor Ubiratan Félix, vice-presidente da APUB, destacou a necessidade de solicitar, também, pareceres técnicos de engenharia acerca  das condições e valores dos imóveis em avaliação. Na sequencia, os professores aprovaram os critérios em torno da localização, entre os bairros de Ondina ao Campo Grande, podendo se estender um pouco até o Garcia, e um teto de até 81,51% dos valores*das reservas do Sindicato. (*a informação em torno destes valores poderá ser disponibilizada aos nossos filiados). Para a comissão de apoio, a assembleia indicou os professores Leopoldo Carvalho, Aurélio Lacerda e Silvia Ferreira.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on email
Email
Share on whatsapp
WhatsApp
Close Menu