Spread the love

O colapso existe e já está instalado nas universidades e institutos federais de educação, afirmou o presidente do PROIFES-Federação, Eduardo Rolim (ADUFRGS-Sindical), durante debate na TV do Servidor, com o tema Instituições Federais de Ensino: Avanços e Retrocessos. Rolim dividiu a mesa com diretor de unversidades públicas da União Nacional dos Estudantes Mario Magno, e com Angela Lobo Costa, dirigente da ATENS Sindicato Nacional.

“Todos os dados que temos mostram que os recursos de custeio não foram integralmente liberados este ano, e as universidades terão muita dificuldade de fechar seus orçamentos. E estes recursos já são menores do que no ano passado. O governo esta tratando essa questão de uma maneira absolutemente irresponsável com o país. Essa é uma crise de todas as universidades e dos institutos federais, e este governo terá que se explicar para a população se não conseguirmos começar o próximo ano letivo”, destacou o presidente do PROIFES.

Essa posição é reforçada por Angela: “nós já temos essas dificuldades em relação ao orçamento desde setembro, a maioria das universidades tem tentado negociar com o ministério [da Educação]. Ainda falta chegar 40% do orçamento de custeio para as universidades até o fim do ano. Já existem dificuldades para pagamento de bolsas, programas e das empresas terceirizadas que prestam serviço dentro dos campi, tudo isso já está comprometido. O caminho para que o colapso seja total é muito curto. Esta não é a universidade que reconhecemos, queremos manter o amplo acesso que foi conquistado e vinha sendo expandido.”

Para o dirigente da UNE, a conta desse colapso financeiro não podera cair sobre os estudantes. “Não aceitaremos nenhum tipo de cobrança para um bem tão valioso do povo brasileiro, que é a educação. Temos as universidades como um espaço de garantias das liberdades, de produção de conhecimento, de fortalecimento da ciência, ensino, pesquisa e extensão universitária, e este é um dos focos deste desmonte. Não vai ser através do pagamento de mensalidades que vamos aumentar o acesso ao ensino superior”, afirmou Mario Magno.

Assista a transmissão completa AQUI.